#CURTAMARISOL

Piangers: as 10 músicas do papai que é pop

11060167_831846476898669_7046868190779453196_n

Você já se pegou cantando “Lá vem o pato, pato aqui, pato acolá”? E remexendo os quadris ao som de Taylor Swift? Normal! Você é pai. Quem sabe disso como ninguém – e fez dessa coisa toda um livro com mais de 50 mil cópias vendidas em todo o país – é Marcos Piangers, o pai da Anita, 10, e da Aurora, 3. Desde que a primeira filha nasceu, em março de 2005, o apresentador e comunicador que vive em Porto Alegre passou a anotar tudo que vivenciava na aventura da paternidade. As anotações viraram crônicas. E as crônicas se transformaram no livro de estreia dele: O Papai é Pop, onde guarda com carinho e atenção o cotidiano compartilhado com as meninas, seus diálogos, suas impressões sobre o mundo.

download

– Prefiro mil vezes estar com elas do que sair para beber com meus amigos. Por isso, 99% da vezes, saio do escritório às 19h, vou para casa, mesmo que tenha mais trabalho, porque gosto de participar da janta, dar banho, cantar Ciranda Cirandinha, brincar de quebra-cabeça, ver alguma coisa juntos, ler livros pra elas dormirem. Mais do que ter bastante tempo para estar com elas, faço de tudo para prestar bastante atenção nelas, estar de fato com elas – conta.

11188164_796208337129150_5306129422761045483_n

Nessa convivência intensa, além de boas histórias, Piangers foi colecionando algo ainda mais valioso: muitos aprendizados.

– As crianças nos ensinam muito mais do que ensinamos a elas. Desde que nascem. Quando elas nascem, elas já nos ensinam de cara a querer dar um mundo melhor para elas. Quando abrem a boca e falam as primeiras palavras, só melhora. Elas passam a nos explicar sobre o mundo, sobre religião, sobre morte. Elas não têm preconceitos, nem formatos, e conseguem trazer para nós um novo jeito de ver o mundo, de forma mais pura e carinhosa, com igualdade de gênero, menos injustiça social – diz.

Na música não é diferente.

– Passei a escutar muitas músicas que elas gostam. Quando a Anita nasceu, a música que mais bombava era a Festa no Apê, do Latino. É motivo de a gente cair na gargalhada até hoje. A parte do “Vai rolar bundalelê” é quase infantil. Motivo de risada lá em casa – revela.

aurora

Os anos foram passando, e a cena da família cantando, rindo e dançando com uma trilha sonora só dela permaneceu:

– Toda segunda-feira de manhã levo a Anita na aula de robótica. Nesses momentos, no carro, ouvimos Águas de Março, do Tom, e também passei a ouvir Taylor Swift, Katy Perry. E me surpreende ver que a Anita valoriza as músicas que a gente gosta também. Mesmo as mais antigas. Me surpreende que ela tenha gostado de Beatles, Billie Holiday e da Amy Winehouse, que, independente do que tenha feito na vida, foi sempre uma mulher forte, falava o que pensava. É bem importante que ela saiba que pode ser quem quiser, amar quem quiser, que não precisa ficar guardando o que ela acha por causa de meia dúzia de babaca.

Ficou curioso para saber qual a trilha sonora desse pai que é muito pop? A gente mostra as 10 músicas aqui nessa playlist. Vem:

Piangers sobre as filhas 

“A Anita é cerebral, super intelectual, super cabeça. Nunca acreditou em fada, nem em Papai Noel. Ela não vê lógica nenhuma no coelho da Páscoa dar ovos. Já a Aurora é o contrário. Acredita em tudo: Papai Noel, Lobo Mau, fada. Eu grito para ela, brincando, que sou o lobo mau, e ela fica apavorada. Daí digo, ‘Aurora, sou eu’, e ela fica calma. Depois, me conta: ‘papai, papai, o Lobo Mau estava aqui’. É muito lúdica”.

PicMonkey Collage

As 10 músicas do papai que é pop comentadas por ele: 

1 – Do You Realize (The Flaming Lips): essa música fez muito parte dos primeiros anos da minha vida com a Anita. Tem uma parte na música em que eles dizem “você tá ligado que todo mundo que você ama um dia vai morrer?”. Por isso, essa música me lembra que temos pouco tempo aqui na Terra. Que temos que agradecer a oportunidade de estar vivendo perto das pessoas que mais amamos no mundo.

2 – Back to Black (Amy Winehouse): mais ou menos na época que a Aurora nasceu, a Anita estava gostando muito de ouvir Amy Winehouse. Independente do comportamento da Amy, esse gosto dela me marcou, porque Amy era uma mulher forte, falava o que pensava.

3 – Você quer brincar na neve (trilha oficial do longa de animação Frozen): é um absurdo a quantidade de vezes que a gente ouviu essa música. Elas adoraram e eu adorei. É sobre o amor entre duas irmãs e não o amor romântico. Me emocionei bastante com a questão do empoderamento feminino, da consciência do feminino.

4 – A Banda (Chico Buarque): as duas adoram e sabem toda a letra. Ouvimos muito no carro.

5 – Águas de Março (Tom Jobim): sempre cantamos no carro essa também. Elas adoram.

6 e 7 – Aquarela e O Pato: esse disco infantil do Toquinho é um sucesso. Elas adoram cantar.

8 – Firework (Katy Perry): a Anita está numa fase de Katy Perry. Ela está com 10 anos para 11, ouvimos muito Firework.

9 – Shake it off (Taylor Swift): a Anita teve uma fase muito Taylor Swift. Todas fizeram sucesso.

10 – Yellow Submarine (Beatles): quando a gente perguntava para a Anita qual a banda que ela mais gostava, ela sempre dizia que era Beatles. E ela teve oportunidade de ver dois Beatles: o Paul e o Ringo. Adoramos cantar juntos Hey Jude.

 



Posts Relacionados


Minha sala é um acampamento

Um vídeo inspirador que vai fazer você enxergar as brincadeiras das crianças com outros olhos.

Veja mais

Verão na praia com Marisol

O sol já chegou para animar a brincadeira!

Veja mais

Crie um circuito de brincadeiras ao ar livre neste verão

Os espaguetes da piscina ganham nova função nessa brincadeira ao ar livre. Vem ver!

Veja mais


x

Dados da Mãe

Dados da Criança